Sunday, February 13, 2005

 /

SEM VERGONHA NA CARA

Causa mal-estar ver Sócrates pedir votos aos eleitores, em troca de promessas que sabe que não pode cumprir. O PS esteve no Poder há três anos e fugiu. Como é que o PS pretende que os portugueses tenham esquecido o que se passou com o Sr. Guterres? Deixou o país em tão mau estado e com tantos problemas, que é difícil compreender que os socialistas estejam tão ansiosos para assumir o Governo. O Povo está desconfiado e começou a abrir os olhos. É por isso que não quer ir sair à noite com Sócrates.
O PS nunca conseguirá controlar o défice, e muito menos com o Bloco. O PS nunca fará uma Reforma do Estado, porque a sua tendência será para dar emprego aos amigos na Função Pública. O PS nunca fará nada pela Educação: a autoridade dos professores foi-lhes tirada sempre por eles e o desmantelamento das Escolas Técnicas após o 25 de Abril foi da sua responsabilidade. O PS nunca fará nada pela Justiça – a burocracia do funcionamento é da sua inteira responsabilidade. O PS nunca fará uma reforma da saúde – no dia em que os médicos tiverem relógios de ponto, como em todos os outros países europeus, não haverá esperas tão grandes nas consultas e nas operações; o PS sempre foi contra esta medida, por causa dos amiguinhos. O Desemprego subiu porque o PS nunca quis flexibilizar as Leis do Trabalho, para obrigar os parasitas a trabalhar. Preferiu o Rendimento Mínimo, criando assim uma nova classe de subsídio-dependentes. Como é que num país em que há tantos desempregados, é necessária mão de obra estrangeira?
Salazar, que foi o melhor Político de todos os tempos, resistiu a entrar para o Governo, porque considerava a tarefa difícil e uma responsabilidade demasiado grande. Sócrates, que é o que toda a gente sabe, anda como um tolo a desejar ir para o Poder a todo o custo. É o que diz o Povo, “dá o …e cinco tostões”.
Quando foi para S. Bento, Salazar passou 40 anos ao serviço da Pátria. Uma vida de Sacrifício e Sacerdócio, nunca igualada.
A única pessoa indicada para este lugar com responsabilidade pesada, cujo exercício implica uma tarefa difícil, é sem sombra de dúvida o Comandante Guélas.

Este artigo teve a aprovação do Exmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.pt.to

1 comment:

Patinhas said...

Concordo Contigo em quase tudo pois para mim o Salazar so teve uma falha foi o de poupar de mais pois pudia ter investido mais neste nosso portugal e agora estariamos muito melhor
fica bem