Monday, November 08, 2004

Política

Costa do Marfim: a Coutada Francesa

Dois “Sukhoi-25” e um helicóptero “MI-24”, pertencentes à Força Aérea da Costa do Marfim, atacaram pelas 14H00, na região de Bouaké, uma posição das Forças Francesas de Ocupação, denominada “Licorne”. O Presidente Colonial Jacques Chirac mandou de imediato destruir em Yamoussoukro, a capital, os aparelhos envolvidos.
- Estamos a ser atacados pelos franceses – disse à RIAPA um soldado marfiense, posicionado na entrada norte de Abidjã , junto do aeroporto internacional, com a companhia Milhas Alá.
Ao mesmo tempo que mandava atacar o exército da Costa do Marfim, França mandou seguir viagem mais duas companhias de 300 homens para este país e uma “fabulosa” força aérea composta por três caças “Mirage F-1”, para Libreville, no Gabão. Ficam assim a salvo de serem riscados!
Afinal, a missão pacificadora da França tornou-se numa força agressora. Como era de prever, manifestantes furiosos concentraram-se junto a uma base das forças francesas de ocupação e protestaram contra a destruição dos seus bens.
Os franceses têm na região uma força de 4500 soldados, para proteger 20.000 cidadãos franceses a viver e a explorar o país. A ministra francesa da Defesa, Michèle Alliot-Marie, disser estar fora de causa uma eventual retirada dos colonos. É a prova de que a França considera a Costa do Marfim como uma coutada sua!
- Não nos podemos esquecer que o genocídio do Ruanda foi cometido por forças que contavam com a simpatia das autoridades francesas – disse à RIAPA o coronel Bad’Joulo Bakaus.- A França simpatiza com os rebeldes das Forças Novas .




Ratinho Blanco

Este artigo teve a aprovação doExmo. Comandante Guélas

Viva o Comandante Guélas

www.riapa.no.sapo.pt

2 comments:

Drosofila said...

Que absurdo!!!!

Anonymous said...

Boa! Esta é que é a verdade. A França está na Costa do Marfim só para proteger os seus interesses. É claro que são uma tropa de ocupação. São estas verdades que os Comunas tentam esconder!

Canzoada